2.5.06

Exclusão



... na Rua Formosa

Adenda
12-05-2006

Há palavras que as imagens não dispensam. Pela oportunidade e pela complementaridade passo a transcrever a reflexão, publicada em A Baixa do Porto, que esta fotografia provocou a Cristina Santos:

(...) esta imagem traz de novo à ideia o problema da tuberculose na Cidade do Porto, a falta de acolhimento e tratamento para estes doentes, o facto de andarem nas ruas sós, sem força, sem possibilidade de trabalhar, sem máscara, na rua, com fome...
Há estudos que alertam para o problema na Cidade, há estudos que revelam que não está controlado e que tem aumentado consideravelmente nos últimos anos arriscando tornar-se um grave problema de saúde pública. Já aqui falei numa reportagem extensa que foi feita no verão do ano passado, em que as equipas de rua transportavam os doentes aos hospitais, lá eram medicados, enquanto aguardavam por atendimento esperavam nos corredores, quase sempre era uma luta para serem atendidos, no máximo permaneciam no hospital dois dias e regressavam aos seus abrigos num autocarro normal.
Os barracos que deixavam livres por morte «natural» eram imediatamente ocupados por outros doentes, que em breve cediam o posto em iguais condições.
Foi quase há um ano: os barracos e as tendas eram nas imediações do São João de Deus, mas nos próprios destroços do bairro, nessa data, já tinham sido criados condomínios a céu aberto, o resto das lajes dos blocos tinham paredes de chapa e divisões com cortinas, luz de velas e ocupantes, incluindo um casal que dos destroços da sua antiga casa refez um quarto onde dormiam com a filha....
Será que vai continuar muito mais tempo assim?


Eu diria que sim, que os ventos sopram a favor da exclusão, do egoísmo e sobretudo da ostentação, o que, inevitavelmente, irá agravar este e outros tipos de «desigualdades chocantes», como lhes chama Cristina Santos.

13 comentários:

  1. Meu amigo aqui a exclusão começa a ser universal...e não apenas de uma só cidade, embora nos pese que ela aconteça na nossa cidade, na Cidade Surpreendente!
    Abraço, theo

    ResponderEliminar
  2. A rua formosa é dos sitios mais decadentes da cidade. Faço parte do CPAM (Centro Português de Artes Marciais) que fica logo no inicio da rua, por isso desloco-me várias vezes aquela rua de onde saio depois das 10 da noite... acreditem que não é bom de ver a nossa cidade tão humanamente degradada.

    ResponderEliminar
  3. ... simplesmente:


    ..........TERRÍVEL.............



    Xi-coração

    ResponderEliminar
  4. ... também na nossa cidade...

    ResponderEliminar
  5. Esta foto é brutal, Carlos. Acho que não posso dizer mais nada.

    ResponderEliminar
  6. Dizer que a foto é brutal é pouco.
    De facto a outra face da grande cidade que é o Porto é muitas das vezes desumana, brutal e violenta.
    Parabéns pela coragem de fazer a foto e a publicar.

    ResponderEliminar
  7. Primeira visita à Outra Face da Cidade Surpreendente.

    Como diz o mario, parabéns pela coragem não só da foto deste post, mas por todo o blog. É necessário por a descoberto a face menos brilhante da cidade para que se possam tomar as medidas necessárias para que se possa tornar semelhante ao que descreves na Cidade Surpreendente!

    Força. E continua.

    Até breve.

    ResponderEliminar
  8. Primeira visita à Outra Face da Cidade Surpreendente.

    Como diz o mario, parabéns pela coragem não só da foto deste post, mas por todo o blog. É necessário por a descoberto a face menos brilhante da cidade para que se possam tomar as medidas necessárias para que se possa tornar semelhante ao que descreves na Cidade Surpreendente!

    Força. E continua.

    Até breve.

    ResponderEliminar
  9. Pela minha experiência de vida posso-vos dizer que, provavelmente, quem precisa de pedir, não o faz.
    Quem o faz é quem tem vícios esquisitos (regra geral).
    Passo por aí muitas vezes e por muitos outros...
    Não sou menos Humano dos que por aqui comentaram, de certeza.

    ResponderEliminar
  10. Caro Carlos

    Utilizei esta foto no meu blog, com as devidas referência, claro está. Espero que não tenha sido abusivo o meu plagio, mas se for, por favor contacte-me e eu logo a retirarei.
    e-mail: 2lip@sapo.pt

    ResponderEliminar
  11. Lana,
    as fotos deste blogue, e da Cidade Surpreendente também, podem circular livremente na net com a condição de mencionarem a origem.
    Saudações

    ResponderEliminar
  12. Muito Obrigada. É de facto um grande fotografo e as suas fotos merecem, sem dúvida, ser divulgadas. Parabéns pelos blogs.

    ResponderEliminar
  13. Anónimo1.5.09

    Caro Carlos Romão
    hesitamos em comentar a imagem, no entanto vimo-nos forçadas a fazê-lo, pois a este "pobre homem" como muitos desta cidade foi-lhe fornecido todo o apoio necessário para uma razoável qualidade de vida: alojamento, alimentação, apoio médico, psicológico, etc, que por diversas vezes que abandonava repetidamente. Este homem, como muitos é pedinte por profissão, mente numa doença que teve há muitos anos mas que se tornou uma fonte de rendimento. Faz-nos pensar... em quantas pessoas que auxiliamos e temos "pena" , será que realmente precisam????....
    Continue com este trabalho realmente o Porto precisa de alguém que mostre como ele realmente está
    Raquel e Alzira

    ResponderEliminar

Etiquetas

A Brasileira Avenida da Ponte Avenida de Vímara Peres Bairro do Aleixo Calçada da Corticeira Câmara Municipal do Porto Carregal Cinema Águia d'Ouro Clérigos Cordoaria Edifício Imperial Fontainhas Fontes do Porto Fontinha Grafismos Guindais Horrores urbanos à moda do Porto Jardim Botânico Largo do Moinho de Vento Largo do Terreiro Largo dos Lóios Livrarias Mamarrachos Mercado do Bom Sucesso Miragaia Monumento a António Nobre O chão surrado O Porto a oriente O Porto não é a Disneylândia O Rapto de Ganimedes Outros temas Pena Ventosa Polícia de Segurança Pública Ponte Maria Pia Porto Património Mundial Praça da Batalha Praça da Liberdade Praça da República Praça da Ribeira Praça de Almeida Garrett Praça de Carlos Alberto Praça de Gomes Teixeira Praça de Lisboa Praça do Infante Praça dos Poveiros Rua Barão de Nova Sintra Rua da Bainharia Rua da Madeira Rua da Ponte Nova Rua da Reboleira Rua das Flores Rua das Taipas Rua de 31 de Janeiro Rua de Álvares Cabral Rua de Ceuta Rua de Cimo de Vila Rua de Fernandes Tomás Rua de Gonçalo Cristóvão Rua de Júlio Dinis Rua de Miguel Bombarda Rua de Mouzinho da Silveira Rua de Passos Manuel Rua de S. Bento da Vitória Rua de S. João Novo Rua de S. Miguel Rua de Sá da Bandeira Rua de Sá Noronha Rua de Sampaio Bruno Rua de Santa Catarina Rua de Trás Rua de Trindade Coelho Rua do Almada Rua do Bonjardim Rua do Cativo Rua do Infante D. Henrique Rua dos Caldeireiros Rua dos Mercadores Rua dos Pelames Sem Abrigo Terreiro da Sé Travessa da Rua Chã V.N.Gaia Viela do Anjo Viela do Buraco Virtudes Vitória

Não deixe de visitar

Acerca de mim

A minha foto
Uma vida ao serviço da comunicação empresarial, como videógrafo, fotógrafo, designer e copywrighter.

Seguidores