24.3.09

A Rua da Madeira




________________
Adenda - 26.3.2009

A beleza plástica da Rua da Madeira

A antiga Calçada da Teresa, que corria junto da Muralha Fernandina, hoje rua da Madeira, não se afirma, como outras ruas, pela nobreza das fachadas que aqui são corridas, funcionais, despidas de enfeites porque são apenas as traseiras das casas da rectilínea 31 de Janeiro. É antes pelas cores e pelo traçado, serpenteando encosta acima até à Batalha, e por aquele esguio e frágil casario apoiado num muro, a ameaçar ruir em qualquer momento, que poderemos aludir à beleza plástica da Rua da Madeira.

10 comentários:

  1. Esta é uma perspectiva da Rua da Madeira que eu nunca tive a oportunidade de disfrutar. Estas fotos foram tiradas do telhado da Estação de S. Bento?

    Aqui se vê que a Rua da Madeira poderia ser de uma extraordinária beleza, se as suas arruinadíssimas casas fossem devidamente recuperadas. Uma delas parece estar a sê-lo; mas as outras, quando serão?

    ResponderEliminar
  2. Denudado,
    as fotos foram tiradas de uma janela da Estação de S. Bento.
    O seu comentário suscitou-me a adenda ao post, que acabei de publicar.

    Lina Faria,
    partilho desse sentir de beleza e da melancolia concedida pela luz difusa do fim da tarde.

    ResponderEliminar
  3. Carlos Romão,

    Não me parece que as casas da Rua da Madeira (se não todas, pelo menos algumas) sejam apenas as traseiras das casas da Rua 31 de Janeiro.

    Por um lado, as casas que se vêem nas fotos não parecem ter a profundidade suficiente para irem de uma rua à outra. As duas ruas não são propriamente paralelas, como o Calos dá a entender e muito bem. Na parte mais bojuda da Rua da Madeira, pelo menos, a distância entre ela e a Rua 31 de Janeiro parece ser bastante considerável.

    Por outro lado, a Rua 31 de Janeiro é uma rua rectilínea, como diz, mas também é uma rua que apresenta um declive constante, dado que uma parte dela está assente sobre pilares. Em conformidade com este declive constante, as suas casas estão propositadamente dispostas de uma forma ordenada, em "degraus", compostos por 3 ou 4 casas cada "degrau". Isto é, as varandas de cada uma das casas da Rua 31 de Janeiro estão perfeitamente alinhadas com as varandas de mais duas ou três casas situadas ao seu lado. Só mais acima ou mais abaixo é que se verifica um desnível. Resulta daqui que a Rua 31 de Janeiro é uma rua que exibe uma grande harmonia arquitectónica, graças à "arrumação" assim feita.

    Na Rua da Madeira, pelo contrário, as casas quase não têm qualquer espécie de alinhamento com as suas vizinhas. Não quer isto dizer que a Rua da Madeira não tenha também beleza. Tem-na, sem dúvida nenhuma, e poderia ter uma beleza incomparavelmente maior se os seus prédios fossem restaurados e as suas fachadas fossem pintadas, com cores capazes de realçar as características populares e eminentemente arcaicas da rua.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Denudado,

    Se for ao Live Search Maps, em http://maps.live.com/ , poderá verificar, através de imagens aéreas muito interessantes, que as casas de 31 de Janeiro são as mesmas da Rua da Madeira, adaptadas com imensa habilidade às condicionantes que muito bem refere, como a curvatura da rua e o desnível do terreno. O uso do interior dos edifícios é que poderá ser diferente. Isto é verdade até ao começo da escadaria; a partir daí a rua diverge muito de 31 de Janeiro.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Se forem ao google earth, como eu fui, veem que as duas ruas não são exactamente paralelas, e as distancias entre as duas são irregulares.
    Parece-me que as da R. da Madeira não são as traseiras das da R. 31 de Janeiro, até porque são visíveis as entradas das casas daquela que serpenteia morro acima.
    CR mandei-te uma foto via mail
    th

    ResponderEliminar
  6. Para mim, as casas da R. da Madeira sempre foram as traseiras das de S.to António. Sempre convivi com isso. Agora o que me espanta, é ver aquela rua retratada com tanta beleza!...

    ResponderEliminar
  7. Anónimo28.3.09

    Boa tarde.

    Estou a fazer um trabalho acerca do despovoamento do centro histórico do Porto. Será que me pode indicar as razões dessa mesma desertificação? E se possível soluções para inverter essa situação? Obrigado.

    Gáspar Santos.

    ResponderEliminar
  8. Olhando, olhos semi-cerrados, vêm-me à memória quadros de Vieira da Silva.


    Bj

    Maria Mamede

    ResponderEliminar
  9. Descobri este blog por casualidade,eu que amo a cidade do Porto a cada dia que passa, sinto-a mais degradada, mais abandonada, mais triste,mais suja.
    É muito triste saber que quem deveria cuidar dela não lhe liga.
    Será que o sr. Rui Rio passa pela baixa ou pela zona histórica depois das 9.00h? concerteza que não, porque até ele teria medo.
    è mais fácil aos politicos tirarem as pessoas das cidades do que reabilitarem as casas.
    Qual será o futuro desta cidade?
    Será que os eleitores não vêm o que está a acontecer?
    Será que há uma resposta?

    Helena

    ResponderEliminar

Etiquetas

A Brasileira Avenida da Ponte Avenida de Vímara Peres Bairro do Aleixo Calçada da Corticeira Câmara Municipal do Porto Carregal Cinema Águia d'Ouro Clérigos Cordoaria Edifício Imperial Fontainhas Fontes do Porto Fontinha Grafismos Guindais Horrores urbanos à moda do Porto Jardim Botânico Largo do Moinho de Vento Largo do Terreiro Largo dos Lóios Livrarias Mamarrachos Mercado do Bom Sucesso Miragaia Monumento a António Nobre O chão surrado O Porto a oriente O Porto não é a Disneylândia O Rapto de Ganimedes Outros temas Pena Ventosa Polícia de Segurança Pública Ponte Maria Pia Porto Património Mundial Praça da Batalha Praça da Liberdade Praça da República Praça da Ribeira Praça de Almeida Garrett Praça de Carlos Alberto Praça de Gomes Teixeira Praça de Lisboa Praça do Infante Praça dos Poveiros Rua Barão de Nova Sintra Rua da Bainharia Rua da Madeira Rua da Ponte Nova Rua da Reboleira Rua das Flores Rua das Taipas Rua de 31 de Janeiro Rua de Álvares Cabral Rua de Ceuta Rua de Cimo de Vila Rua de Fernandes Tomás Rua de Gonçalo Cristóvão Rua de Miguel Bombarda Rua de Mouzinho da Silveira Rua de Passos Manuel Rua de S. Bento da Vitória Rua de S. João Novo Rua de S. Miguel Rua de Sá da Bandeira Rua de Sá Noronha Rua de Sampaio Bruno Rua de Santa Catarina Rua de Trás Rua de Trindade Coelho Rua do Almada Rua do Bonjardim Rua do Cativo Rua do Infante D. Henrique Rua dos Caldeireiros Rua dos Mercadores Rua dos Pelames Sem Abrigo Terreiro da Sé Travessa da Rua Chã V.N.Gaia Viela do Anjo Viela do Buraco Virtudes Vitória

Não deixe de visitar

Acerca de mim

A minha foto
Uma vida ao serviço da comunicação empresarial, como videógrafo, fotógrafo, designer e copywrighter.

Seguidores